GS TEIA

GS Talonário Eletrônico de Infrações Automotivas

Versão 1.0.0

Sistema de Talonário Eletrônico de Infrações Automotivas

GS TEIA

O sistema de gestão de infrações gerencia e controla as infrações de trânsito de maneira organizada, ágil e eficiente, otimizando o tempo e os custos e serve de apoio à JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações). O sistema é operado em módulos gerenciais orientados para um melhor aproveitamento e aplicação das informações, atendendo às diferentes etapas do processo de administração de infrações do órgão.

Por ser dividido em módulos, o sistema oferece maior flexibilidade para o atendimento de cada cliente e permite acompanhar e rastrear os principais procedimentos administrativos do órgão, como a emissão de notificações, autos de infração e julgamento de recursos.

Principais Operações

Administração de talões de infrações impressos.

  • Analise da consistência dos dados obtidos pelos equipamentos de fiscalização eletrônica e pelo sistema de cadastro de veículos do órgão de trânsito.
  • Controle de postagem e recebimento de NAIs.
  • Distribuição automática aos membros da JARI.
  • Auxilio no julgamento de Recursos a JARI, com a identificação de quem emite o parecer para discussão e aprovação.
  • Gerenciamento de pagamentos de multas e o controle de restituições aos que tiveram seus recursos deferidos.

Benefícios

  • Permite o acompanhamento de todo o processo administrativo de infrações e controle das ações, pois os registros estão integrados em um sistema único.
  • Possibilita o gerenciamento dos prazos legais.
  • Facilita o controle de montagens de processos para análise, auxiliando os julgadores através da consulta à legislação vigente e outros dados cadastrados.
  • Registra todas as transações realizadas, auxiliando na gestão operacional do sistema.
  • Otimiza o gerenciamento financeiro, pois monitora os pagamentos de multas e controla eventuais restituições.
  • Permite a integração com sistemas pré-existentes e o intercâmbio digital de informações com outras entidades, como a conferência automática com o cadastro para verificação da consistência dos dados de veículos e condutores

Economia para Municípios

Cerca de 1,4 mil prefeituras no Brasil têm permissão concedida para emitir autuações de sua competência, conforme definido pelo Código de Trânsito Brasileiro. Esses municípios podem aplicar multa em um cidadão que estacionou veículo em local inapropriado – mas não podem multar, por exemplo, um proprietário que conduza o veículo que não esteja devidamente licenciado, por ser uma infração de competência Estadual. Ainda assim, é um número elevado de autuações reservadas aos municípios.

Uma das vantagens para aqueles que adquirirem o talonário eletrônico desenvolvido pelo Serpro é poder emitir multas com independência dos Detrans. Com isso, além de desafogar esse órgão estadual do serviço relativo ao município, a localidade também economiza.